Quarta-Feira, 18 de Julho de 2018

Mais lidas da semana

4/12/2014 - Mairinque - SP

Parceria com Defesa Civil do Estado repassa três pluviômetros automáticos para Mairinque




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Mairinque

A partir de agora Mairinque será monitorada em tempo real e, no período de chuvas, a Defesa Civil do município terá como atuar imediatamente nas áreas de risco

Mairinque acaba de ser contemplada com três pluviômetros automáticos, cedidos pelo Centro Nacional de Monitoramento de Acidentes e Alertas de Desastres Naturais (Cenaden). A instalação dos pluviômetros foi acompanhada pela Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, em parceria com a Defesa Civil do Estado de São Paulo e por oficiais do Exército Brasileiro.

Binho Merguizo acompanhou a instalação dos equipamentos. “A partir de agora, teremos informações imediatas da situação das áreas de risco no município. Os dados são colhidos em tempo real e repassados imediatamente para a Defesa Civil. Em outras palavras, agora temos como agir no momento das chuvas ou com base na previsão de temporais”, afirmou Binho.

Pontos estratégicos

Osvaldo Natale, coordenador municipal de Defesa Civil, informou que os pluviômetros foram instalados em três pontos distintos de Mairinque. Eles estão instalados na sede da Defesa Civil, onde funciona o Grupamento dos Bombeiros, na Escola Municipal Modesta Jianelli Russo, no Recanto dos Eucaliptos e na Escola Municipal Sarah Mazzeo Alves, no Bairro Dona Catarina.

Mapeamento

Segundo Natale, o Instituo Geológico (IG) fez um importante mapeamento das áreas de risco de Mairinque em 2005, quando a cidade passou a ser monitorada pela Coordenadoria Nacional de Proteção e Defesa Civil. Desde então, segundo o coordenador, esse órgão passou a observar as vulnerabilidades do município como inundações e deslizamentos de terra.

Segundo o cabo da Polícia Militar, Laércio Gomes da Silva, que deu suporte para a instalação dos aparelhos, os estudos do IG apontam que o solo de Mairinque tem um índice de tolerância de 80 mm de chuva. Uma vez conectado com o Sistema Nacional - explica Laércio Gomes da Silva - esse índice é acompanhado em tempo real.

“A partir daí, com mais de 80 mm de chuva, o terreno começa a ceder e passa a haver riscos de deslizamento de terra. Com o monitoramento ‘on line’ a Defesa Civil de Mairinque será colocada em alerta assim que esse limite correr o risco de ser superado. Dessa forma a Defesa Civil tem tempo hábil para efetuar vistorias e, até, providenciar a remoção de moradores”, disse o policial militar.

Ação conjunta

A instalação dos pluviômetros em Mairinque foi uma ação conjunta do Ministério da Ciência e Tecnologia, Comando de Operações Terrestres (Coter), Exército Brasileiro, Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), Defesa Civil do Estado de são Paulo e Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Mairinque.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Mairinque Fácil.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.