Terça-Feira, 23 de Outubro de 2018

Mais lidas da semana

16/3/2015 - Mairinque - SP

Mairinque contabiliza vinte casos de dengue




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Mairinque

Chega a vinte o número de casos autóctones de dengue em Mairinque. Outros 28 pacientes contraíram a doença em outros municípios, o que totaliza 48 casos positivos na cidade. Relatório divulgado nesta quinta-feira, 12 de março, pela diretoria da Vigilância Epidemiológica de Mairinque, aponta que já foram realizadas 209 notificações até o momento.

A Secretaria Municipal de Saúde de Mairinque, em conjunto com outras secretarias e departamentos, desde o início deste ano vem realizando uma série de arrastões nos bairros Monjolinho, Recanto dos Eucaliptos, Granada, Bairro Barreto, Nova Mairinque, Cecap e Nova Esperança. Agentes Controladores de Vetores continua realizando bloqueios e nebulização nos locais preconizados pela Sucen.

Luiz Carlos Pinheiro, chefe da Vigilância Epidemiológica da Prefeitura de Mairinque, voltou a advertir que “se a população e as instituições comerciais e industriais da cidade não colaborarem no combate ao mosquito de dengue, poderemos enfrentar surtos desordenados como os que estão ocorrendo em Sorocaba e outras cidades vizinhas”.

Prevenção

A Divisão da Vigilância Epidemiológica (DVE) da Secretaria Municipal de Saúde de Mairinque orienta que a melhor forma de prevenção é cuidar do ambiente para evitar focos de água parada onde ocorre a proliferação do mosquito. É aí que a fêmea, que pode estar infectada, bota seus ovos.

Caixa d’água

A casa caixa d´água externa precisa estar bem tampada. O ideal é usar uma tela e depois a tampa. Uma frestinha já permite a passagem do mosquito.

Tanque

Tanques de lavar roupas, principalmente aqueles que não são muito usados, não podem estar entupidos, para não acumular água.

Vasilhames

Deixe os baldes, bacias e outros vasilhames  que possam acumular água virados com a boca para baixo.

Calhas

Limpe as calhas da sua casa com frequência, para evitar que galhos e folhas impeçam o escoamento da água.

Brinquedos

Se o seu filho brincou no quintal ou na sacada do apartamento, peça para que ele recolha os brinquedos. Carrinhos e baldinhos, por exemplo, podem acumular água.

Garrafas

Garrafas pet, assim como as tampas, são recipientes propícios para o mosquito. Aproveite esse material e recicle. Você pode ainda ajudar seu filho a fazer um brinquedo.

Piscinas

As piscinas merecem atenção. Nas que recebem cloro, é mais difícil o mosquito depositar os ovos, mas é preciso lavar as bordas com esponja. As menores devem ser esvaziadas e lavadas com água, esponja e sabão duas vezes por semana.

Plantas

Se as plantas ficam no lado de fora da casa, não precisam de suporte. No caso daquelas penduradas, como samambaias, uma opção é deixar o prato ao contrário, só para apoiar a planta, ou bem grudado a ela. Outra dica é colocar no prato areia grossa, até a borda. As plantas aquáticas e vasos de rosas merecem atenção. Lave-os com escova e sabão e troque a água duas vezes por semana.

Pneus

Se o pneu virou um balanço para o seu filho, faça três furos na parte inferior, para não acumular água. Se você usa para jardinagem, preencha-o com terra ou areia.

Bebedouros

Os bebedouros do seu animal de estimação também são alvo da dengue. Lave-os, com esponja e sabão e coloque água fresca, de preferência, diariamente. Se for viajar, é melhor guardar.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Mairinque Fácil.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.