Quarta-Feira, 26 de Setembro de 2018

Mais lidas da semana

12/12/2014 - Mairinque - SP

Exames indicam que casos de meningite em Mairinque dispensam isolamento ou vacina




da assessoria de imprensa

Exames realizados até agora pelo Instituto Adolf Lutz, em São Paulo, indicam que os dois casos suspeitos meningite investigados em Mairinque são do tipo viral, que é a forma mais branda e comum. Diferente da meningite bacteriana, a viral tem taxa de mortalidade bem mais baixa e resolução espontânea, sem necessidade de tratamento específico na maioria dos casos.

O chefe de Divisão de Vigilância Epidemiológica de Mairinque, Luiz Pinheiro, explica que está acompanhando o caso de perto junto com o núcleo de Vigilância epidemiológica do Hospital do Servidor Publico da capital. “A população de Mairinque pode ficar tranquila, pois nesses casos registrados na cidade não há necessidade de isolamento e bloqueio, nem por meio de antibióticos ou vacinas”, assegura.

Ele complementa que os pais de crianças pequenas devem seguir as recomendações de profissionais capacitados e que já lidam com esse tipo de doenças que ano a ano acometem a população em geral.

“É muito importante a higiene pessoal dos adultos como lavagem das mãos ao entrar e sair do banheiro ou ao tocar corrimão de ônibus e edifícios. Também é recomendável manter a casa arejada e limpa, lavar bem o utensílios domésticos e sempre lavar as mão após a troca de fralda de criança ou depois de assoar o nariz ou tossir”, complementa.

Pólio

A Vigilância Epidemiológica (VE) da Secretaria Municipal de Saúde de Mairinque informou no início desta semana que, que a Campanha de Vacinação contra a Poliomielite, Sarampo, Caxumba e Rubéola, iniciada na cidade em 8 de novembro, já ultrapassou a meta proposta para imunizar as crianças.

O público-alvo da vacina contra a pólio inclui crianças a partir de 6 meses até 5 anos incompletos. Já na vacina tríplice viral, a faixa etária do público-alvo é a partir de 1 ano até 5 anos incompletos. Segundo a Vigilância, o resultado superou os cem por cento devido ao atendimento de crianças de outros municípios da região, vacinando 2716 crianças.

Para essa campanha a Secretaria de Saúde e Vigilância Epidemiológica de Mairinque contou com o apoio de parceiros importantes como o Rotary Clube, as empresas Cargill, Tortuga e o Posto São Bartolomeu III, da Vila Sorocabana. “Agradecemos todos esses parceiros da saúde, pois sem eles jamais teríamos conseguido esse êxito na campanha”, finalizou Luiz Carlos.

Dengue

Os agentes controladores de vetores da dengue continuam intensificando ações de combate à dengue no município. Segundo a VE, a população deve reforçar os cuidados nesta temporada de chuva e calor, que cria um ambiente propício para a proliferação do Aedes aegypti, o mosquito da dengue. “Temos que ficar atentos para eliminar criadouros do mosquito que podem se formar nos vaso de flores, na água parada no quintal, dentro de pneus, caixas d’água abertas e outros vasilhames”, informa a Vigilância.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Mairinque Fácil.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.