Terça-Feira, 23 de Outubro de 2018

Vander Christian

Vander Christian é apaixonado pelo mundo da leitura e escrita. Autor dos romances KARINA, PASSADO E PRESENTE e DUAS VEZES PAMELA MONTEIRO.

Redes Sociais:





Últimos artigos

Ver todas as colunas

Janelas Abertas



 

É inverno, embora não pareça. As temperaturas já não caem tanto como antes. Dizem que é a mudança climática. O mundo está mudando, o clima está mudando. Quantas mudanças! Fico com medo, talvez certas coisas nem precisavam mudar tanto assim.

Abro a janela cedo e o cheiro invade a minha casa. Não é um cheiro bom, pelo contrário, o cheiro é bem desagradável. Alguém ascendeu o fósforo; mais uma mata arde em chamas... Assim como o cheiro da fumaça invade a minha casa, também invade o sistema respiratório de toda a população. São as queimadas, infelizmente, comum nessa época do ano. É curioso, toda situação que foge do controle, recebe o nome de COMUM.

Uma vez já disseram que morar no interior seria a solução para respirar um ar mais puro. Isso foi antes, hoje o ar lá não é muito diferente das cidades grandes. Isso também mudou com o passar do tempo. Hoje o local que ainda possuí área verde é o que mais está sofrendo com o período seco.

Como consequência, inalamos uma grande quantidade de fumaça todos os dias. As mulheres sentem receio de estender as roupas no varal, as janelas vivem fechadas, dando a impressão de que ninguém está em casa. Talvez não estamos em casa mesmo; não reconhecemos mais a cidade em que vivemos. O mundo é outro lugar, cuja identidade ainda estamos procurando.

Algumas pessoas até apontam os culpados. Mas só apontar não resolve o problema, pelo contrário, apontar os culpados, cria outro tipo de problema e assim, tudo vai virando uma verdadeira nuvem de fumaça, invadindo cidades e casas pelo mundo todo.

Enquanto gritamos que os políticos são uma vergonha e que eles são os culpados por todos os problemas, as nossas mãos carregam os fósforos para queimar as matas, produzindo assim a nuvem gigante de fumaça.

Para entendermos as mudanças que o mundo está passando, é preciso primeiro entender as nossas atitudes. Quando isso acontecer, as janelas vão se abrir novamente. E então o cheiro que vai entrar nas nossas casas não será mais o cheiro da fumaça. Com as janelas abertas, a impressão de casa vazia vai embora. Com as janelas abertas, vamos respirar o ar puro mais uma vez.

 

 

Artigos Anteriores

Férias

A Ligação

Relógio Sem Pilha

Vitória!

A Cidade Onde Eu Moro

A Velocidade do Tempo

 

 












Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.