Quinta-Feira, 25 de Abril de 2019

Victor Barboza

Victor Barboza é fundador da GFC - Gestão Financeira Criativa e atua com Educação Financeira e Gestão Financeira de pequenos negócios

Ver todas as colunas

Ganhando com os Ovos de Páscoa



Nesta época do ano, ao ir em qualquer supermercado, centro comercial ou shopping, nos deparamos com as parreiras de Ovos de Páscoa. A cultura deste produto aqui no nosso país é muito forte, o que faz existirem inúmeras opções, com as mais variadas faixas de preço.

Quando vemos a comparação do preço dos Ovos de Páscoa em relação aos chocolates tradicionais, não é de se estranhar que o preço do Ovo supera, e muito, o preço destes chocolates, pois, o valor agregado do produto de Páscoa é muito maior, já que não se compra apenas pelo fato de ser chocolate, mas muito mais pelo símbolo que ele representa, estando mais para um presente, em uma data específica do ano.

Dessa forma, além de já ter um preço superior aos chocolates tradicionais, os Ovos também acabam sofrendo efeito da inflação. Ou seja, a cada ano vão ficando mais caros. Hoje, por conta disso, diversas lojas oferecem até a opção de parcelamento do pagamento destes produtos.

Uma opção que vem se destacando, frente a esse cenário, é a da escolha dos ovos caseiros. O país acabou de passar por uma crise econômica. Ainda há muita gente endividada e desempregada, e, os ovos de Páscoa caseiros podem ser uma boa opção de renda temporária.

Porém, não basta sair fazendo e ver no que dá. Mesmo que seja algo complementar e pontual, o planejamento é muito importante, considerando divulgação, quantidades, compras e preços. Confira abaixo, as etapas para que os ovos te proporcionem um resultado financeiro interessante:

1)       Quantidades e Orçamentos

Essa é a etapa importante para definir quanto de chocolate, ingredientes e embalagens são necessários para produzir os ovos. Muitos ingredientes são suficientes, da forma como são vendidos, para produzir mais de um ovo. Por isso, encontre a quantidade de cada ingrediente que é necessária para produzir cada ovo. Esse será o custo direto unitário do seu produto.

A partir destes itens, aproveite essa etapa para fazer orçamentos e definir onde encontra-los com o melhor custo/benefício. Defina qual a sua meta ou, se possível, só compre os insumos a partir de pedidos feitos, para evitar comprar mais do que se precisa.

2)      Tempo

Já definidas as quantidades, agora é a etapa de definir quanto tempo você leva para produzir os ovos. Chegue no tempo necessário para produzir cada ovo. Isso te ajudará, inclusive, a se organizar e definir a quantidade máxima de pedidos que você pode aceitar.

3)      Pesquisa de Mercado

Faça uma comparação não só com os preços dos ovos que são vendidos em supermercados e lojas de chocolate, mas também com outras pessoas da sua cidade ou região que também vendem ovos caseiros. Esses preços te darão um direcionamento com o intervalo ideal de preço a ser cobrado, de forma competitiva.

4)      Precificação

Faça o cálculo do preço pelo qual o ovo será vendido. Serão inclusos tantos os custos diretos de ingredientes e embalagens (o custo total unitário), como também os custos indiretos para essa produção, como água, eletricidade, gás, deslocamento (para compra dos insumos). Estes valores podem ser definidos Com este cálculo, é importante comparar com os preços dos concorrentes para ver se ele está dentro de uma faixa de mercado aceitável.

 












Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.